De segunda à sexta das 8h00 às 11h00 e das 13h00 às 17h00
(43) 3527-1919

Vereador Fúlvio quer curso de primeiros socorros para professores


Publicado em: 28/02/2018 08:42 | Fonte/Agência: Câmara Municipal de Jacarezinho | Autor: Cíntia Bruno - Assessora de Imprensa - Jornalista MTB – 10.318

Vereador Fúlvio quer curso de primeiros socorros para professores

O vereador Fúlvio Boberg (MDB) apresentou na última sessão ordinária, no dia 26, o projeto de Lei do Legislativo 9/2018, que dispõe sobre a obrigatoriedade de oferecimento de Curso de Primeiros Socorros e Prevenção de Acidentes aos Professores e Funcionários das Escolas Municipais de Ensino Fundamental – EMEFs, Centros Municipais de Educação Infantil – CMEIs e Escolas Particulares do Município de Jacarezinho. O parlamentar também recebeu o apoio da vereadora Patrícia Martoni (PDT). O ex-vereador Fabiano Saad em sua legislatura fez proposição semelhante, mas naquele momento acabou sendo arquivada.

Fúlvio foi inspirado no projeto “Lei Lucas”, que mobilizou as redes sociais no último mês, por meio da sua página no Facebook Vai Lucas (https://www.facebook.com/vailucas/). Esta campanha é encabeçada pela mãe do menino Lucas Benalli (10 anos), que faleceu em setembro de 2017 após se engasgar durante um passeio da escola. Ela também tem como coordenadora sua tia-madrinha Andrea Zamora Bettiati.

“Quando tive conhecimento do caso pelas redes sociais além de ficar muito sensibilizado ao ver que uma qualificação simples poderia ter impedido esta fatalidade fui procurado por pessoas da população para que encabeçasse esse projeto em Jacarezinho. Seu objetivo é salvar vidas ao evitar que em caso de emergência essa história não se repita com outras crianças”, explica Fúlvio.

O caso Lucas Begalli

Lucas estudava em Campinas e, em 29 de setembro deste ano, foi para Cordeirópolis em um passeio programado pelo colégio. Durante uma refeição, Lucas se engasgou com um pedaço de salsicha do cachorro-quente. O menino chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU e levado para hospital, mas morreu dois dias depois. De acordo com as informações divulgadas pela família, foi instaurado inquérito para apurar o caso.

Em algumas postagens a família destacou que Lucas Benalli era cadeirante, mas sempre foi uma criança alegre e independente, por meio de sua campanha eles enfatizam que a fatalidade poderia ter ocorrido com qualquer outra pessoa, mas seria reparada se houvesse alguém capacitado no local.



Compartilhe

Leia também

Assessoria de Comunicação

Jacarezinho recebe recurso para aquisição de duas ambulâncias

28/02/2018 08:42

Assessoria de Comunicação

19º Sessão ordinária

28/02/2018 08:42

Assessoria de Comunicação

Professor Luiz Rui Rossito recebe o título de cidadão benemérito

28/02/2018 08:42